Na segunda fase do estudo COSI, que decorreu no ano letivo de 2009/2010, juntaram-se 4 novos países aos 13 participantes: Grécia, Hungria, Macedónia e Espanha. Segundo os mesmos critérios de avaliação a prevalência de excesso de peso infantil (incluindo obesidade), variou de 18% a 57% entre os meninos e de 18% para 50% entre as meninas; 6-31% dos meninos e 5-21 % das meninas eram obesos. Os países do sul da Europa apresentam uma maior prevalência de excesso de peso em crianças dos 6 aos 10 anos de idade. A maior diminuição significativa na prevalência de excesso de peso foi observada em Itália, Portugal e Eslovénia e o maior aumento significativo na Letónia e Noruega. Participaram 4064 crianças de 176 escolas primárias na segunda ronda do COSI-Portugal. A prevalência de excesso de peso infantil foi de 35,6%, enquanto a prevalência de obesidade infantil foi de 14,6%, mais uma vez superior nos meninos.

Nesta fase a RAM colaborou com a participação de 4 escolas correspondendo a 410 crianças avaliadas.

Childhood Obesity Surveillance Initiative: COSI Portugal 2010